Nas alturas

quinta-feira, 2 de março de 2017





Antes de tudo, meus mais sinceros agradecimentos à minha falta de sono que contribuiu pra que eu abrisse o bloco de notas do celular pra escrever essa crônica.
De fato, minha viagem à Fortaleza foi simplesmente incrível e me traz muitas lembranças — meu primeiro vlog, o beach park, meus quinze anos... — mas uma, únicazinha, nunca nem chegou perto de ser comentada: meu crush do avião!
Sim, pode rir à vontade... Mas trocaria um dia desses entediantes facilmente pelos dois dias que eu consegui o ver. Como isso aconteceu à ponto de ter essa vontade não está muito claro, não é? Vou contar.
Era a primeira vez que viajava de avião e ainda precisava gravar meu primeiro vídeo pro canal, então com certeza o nervosismo era dobrado. Peguei meu livro de star wars mesmo sabendo que não conseguiria ler por causa da inquietação, e coloquei o fone de ouvido, (como sempre) mas ainda assim sentia que precisava me distrair. A única alternativa foi olhar pros lados e reparar nas coisas. Justo. 
O garoto chegou e minha atenção se voltou completamente à ele. Parabéns Milena, o que você está fazendo da sua vida? Confesso que não foi só porque o achei bonito, era a única pessoa que consegui avistar da mesma faixa etária que eu, então não conta.
Sentou na minha diagonal mais atrás, colocou o fone e ficou olhando pela janela o voo todo — pelo menos nas horas que consegui reparar nele — e não, nem sabia da minha existência.
Sinceramente? Eu não vi a hora que ele desceu do avião... nem mesmo quando foi preciso pegar a mala na esteira, oficialmente sumiu de vista.
Com tantas emoções na viagem eu obviamente acabei esquecendo do garoto e nem me liguei mais no assunto.
Dia 16 de maio, pior parte de tudo: me despedir do Ceará e lembrar que tinha aula praticamente no dia seguinte, um horror. 
Andei pelo aeroporto depois de comprar algumas coisas e decidi parar numa livraria, quando dei de cara com ele. Super distraído, com os dois fones de ouvido dando uma olhada na seção de star wars. Eu juro que quase fui dar um abraço nele e sair correndo, mas seria estranho da minha parte. Eu não estava com o livro mas por sorte tinha colocado meu vestido que deixava bem estampado que eu gostava do lado negro da força.
Não, ele não reparou em mim em momento nenhum. De novo. Por que eu queria que ele me visse? Não sei até hoje.
Saí da livraria, passei na lanchonete, mas assim que me dei conta, meu voo pra casa estava em última chamada apesar de faltar meia hora — segundo a passagem — pro avião decolar. Fui o mais rápido possível até o local de embarque, e entrei logo no avião antes mesmo dos meus pais, não me lembro muito bem o motivo. Lá estava ele, na primeira fileira de assentos. Foi instantâneo o olhar. Menos de 10 segundos com certeza. Ele deu um sorriso. Alívio? Nem sei. Retribuí, afinal não era todo dia que quem a gente queria a atenção reparasse. 
Minha poltrona era quase no fim do avião, então nessas uma hora e meia — porque eu dormi uma hora — de voo eu fui me preparando pro mesmo acontecimento da ida: eu com certeza não o ia ver na hora de desembarque. Dito e feito.
E foi isso. 
São exatamente 22:39 de um domingo em pleno setembro de 2016 e isso é o que passa na minha cabeça: o garoto branquelo que deveria ter uns 17 ou 18 anos, cabelo castanho escuro bagunçado depois de tirar o boné e seu sorriso. Isso já faz quatro meses.
Não sei se um dia — provavelmente não, mas a vida dá umas reviravoltas — vou conseguir vê-lo de novo, mas bem que eu queria... 

Se você, crush do avião, está lendo isso agora (o que de fato seria uma loucura) eu quero agradecer por ter feito meus voos um tantinho mais interessantes, obrigada!
PS.: você tem um sorriso bonito.
(Editado de 17 de setembro)

15 comentários :

  1. Maravilhoso!

    Espero que ele leia <3

    Um beijinho dourado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, miga!! Também espero, viu HAHAHAHA quem sabe, né? <3
      super beijosss!

      Excluir
  2. R: Aww, obrigada minha querida <3 Esses comentários significam tanto para mim!

    Adorei o texto! Era tão engraçado que ele lesse isto e comentasse hehhehe :D

    Beijinhos,
    An Aesthetic Alien | Instagram | Facebook
    Giveaway choker a decorrer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hehehehe verdade, socorrinho! fico feliz que tenha gostado!! <3

      Excluir
  3. Olá, td bom?
    Imagina q foda seria se ele lesse *O* Eu shipparia eternamente esse casal senhô g-zuis sashuahsaushuah

    Blog: Skull Minds | Twitter | Tumblr | Pinterest | WeHeartIt | Instagram Snap: maisaindia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHAHAHA olha miga garanto que se isso acontecer um dia eu aviso, hein!

      Excluir
  4. adorei você faz textos lindos tomara que o encontre de novo
    http://k-atefashion.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adorei o seu texto, com toda certeza o destino brinca com nossas vidas, qualquer dia vai esbarrar nele de novo. beijos :*

    www.blogdoce18.com

    ResponderExcluir
  6. Sua crônica é linda demais, além de ser inspiradora! *--*
    Eu amo romance e curti demais seu post, estou torcendo muito para sempre ter um final feliz e cheio de amor.
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. muuuito obrigada, Lady!! Quem sabe né? Um beijo grandão!

      Excluir
  7. Oiii

    Tudo bem?

    Me segue também: http://falaalineblog.blogspot.com.br/

    Beijos:*

    ResponderExcluir

 
Design e programa��o: Let�cia Persi | Ilustra��o da header: Akeno Kurokawa Ilustra��es | Todos os direitos reservados - Copyright © 2015 | VOLTAR AO TOPO