O melhor dos filmes cult

terça-feira, 8 de maio de 2018




Alô rapeizeee, tudo bom?


Os meus personagens favoritos de todos os tempos são lá de 1985 – a menina tem 17 anos mas a alma é velha, né? – tanto de estilo quanto personalidades e afins. Hoje no post não tem nada de Marvel nem filme que concorreu à oscar ano passado, porque vou mostrar o quanto esses filmes cult (e indie alternativos) são maravilhosos só pelas referências.







Primeiramente que Verônica Sawyer (da direita) nem é gente, é anjo! Esse filme é Heathers, mais conhecido como o meu favorito de todos os tempos. Não vou contar muito mas vou resumir em: Slushies, assassinatos e... bem... Heathers.




Pesadíssimo porém verdade, amém Pulp Fiction


E foi assim que Milena Velloso se sentiu claramente representada




 
(Só os ícones online)



Eu diria que sou eu de novo, mas não quero parecer convencida internacionalmente...


E aí, gostaram? Ficaram com vontade de assistir algum? Me contem aqui nos comentários!


8 coisas: já aprendi com um mês de faculdade

terça-feira, 17 de abril de 2018





Pra você ler escutando: A room of her own - Like swimming


Oi migosmores, tudo certo?

Como alguns sabem, euzinha, Milena Velloso, estou na faculdade – UFRJ aos curiosos – (ouvi um amém?) e quero atualizar vocês de tudo, principalmente no instagram!
Esse post é rapidinho e mega descontraído só pra não deixar meu primeiro mês de facool em branco! Depois do friozinho na barriga de primeira semana e os primeiros trabalhos feitos, já tô cheia de coisa pra contar.



PS.: AH, NÃO ESQUECI! Semana que vem, como de tradição, tem cobertura do Coachella, segurem o tchan, hein? 



E aí, bora pro post?

1- Pegar ônibus

Burguesa no uber? Nunca mais, agora sou oficialmente a rainha do bilhete único!



2- Não me perder no meu prédio

Confesso que até hoje não aprendi completamente, MAS missão dada é missão cumprida, até o fim do período eu consigo, tenho fé.


Todo dia John Travolta me representando


3- NUNCA acumular trabalhos

Isso eu já fazia (ou tentava, hehe) na escola, mas agora tá difícil e juro de mindinho que a culpa não é minha.



4- 
 Separar o look do dia


Aquela tarefa árdua pra garota que tem 1000 roupas no armário e não sabe combinar as peças:


5- Lidar com a xerox

Tem uns dias maravilhosos que a gente acha até que dá pra comprar balinha no ônibus, daí um professor pede pra pegar o material na xerox e todas as moedas possíveis vão embora...


6- Ter paciência com "pessoas dedicadas demais"

Se você, caro leitor, achou que fosse sair do sexto ano livre dos amiguinhos que pedem pra ter dever de casa, sinto-lhe informar, mas SUPRESA! A vida tem dessas. (infelizmente)







7- Na verdade, essa parte eu não aprendi ainda, mas a gente pula, né?


8- Tem gente de todos os tipos

Definitivamente é a parte mais legal. Passei muitos anos com pessoas parecidas comigo em vários aspectos e a maioria mora bem pertinho de mim, esses são os amigos maravis que eu tenho. Mas, sem dúvida, conhecer gente nova e aprender com essas pessoas tem sido maravilhoso!



É isto rapeize, o que acharam? Alguém também tá com novidades por aí? Conta pra mim!



Self love club

sábado, 10 de março de 2018





(Pra você ler escutando: Best friend - Rex Orange County)


O post de hoje é mais que especial. Pra mim, pra todas as participantes e todos os leitores.

De um tempo pra cá, percebi que nossas mudanças como seres humanos (principalmente nós, mulheres) são os pontos cruciais de todos os aprendizados que recebemos. Elas podem ser, muitas vezes, escolhas ou simplesmente amadurecimentos, tanto internamente, como na aparência. 

Conflitos são normais, e eu posso jurar pra você, caro leitor, que no fim das contas, você continua sendo uma pessoa incrível do seu jeitinho e com sua essência, e NADA pode tirar isso de você.

Ei, e se você quiser ler uma crônica sobre o assunto onde eu explico tudinho melhor sobre esses sentimentos, clica aqui 

Eu, Milena, criei - mais um - projeto com o intuito de te ajudar a soltar a voz e inspirar mais pessoas, mas dessa vez sobre autoestima e aceitação, e espero MUITO alcançar todo mundo que precisa ler um conselho ou se sentir bem nesse momento. Vem conferir e sentir orgulho dessas meninas comigo:







Além desses relatos eu recebi mais dois (anônimos, e que não serão divulgados), de meninas que começaram há pouco tempo a aceitação (claro, cada uma com seu motivo específico) e estão enfrentando períodos mais difíceis em nível emocional e social. Eu conversei com as duas e ofereci o máximo de apoio possível.

Essas meninas são todas maravilhosas, né? Lidar com os medos e problemas é a melhor solução e o amor é o principal ponto pra começar. MUITO, MUITO, MUITO obrigada pela participação de todas!! Vocês não sabem o quanto inspiram todos *insira um emoji de coração aqui*


Gostaram do projeto e do post? Querem compartilhar algo também? Me contem aqui embaixo!

Ah, quer mandar um desabafo ou conversar de um jeito mais pessoal? Se sinta livre pra me chamar no direct do insta, juntas somos mais fortes, miga!



(entre)(vistinha): Banda Biltre

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018





Oi chuchus, como foram de carnaval? Espero que tenham aproveitado com muito glitter, assim como eu! Ah, e apesar de ter prometido esse post surpresa já faz um bom tempo, só consegui fazer agora, então desculpinhas!  hehe

Bora ao que interessa! Em janeiro entrei em contato com a Banda Biltre porque eu queria fazer uma mini-entrevista sobre o trabalho maravilhoso deles, vem conferir mais sobre os caras:






Recado pros chuchuzinhos da Banda Biltre: Obrigada pela oportunidade de contato e por fazerem minhas playlists mais alegres com a música de vocês, não parem nunca!

E aí, gostaram? Já conheciam a banda? Dá uma espionada e aperta o play no álbum *maravilhoso* "Nosso amor vai dançar"  aqui embaixo! Boa semana, migxs!


Procura-se

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018




(pra ler escutando: Explanations - TWRR)

Eu não ando mais do jeito que me falavam pra andar.
Não acho que as terças-feiras sejam meus dias favoritos no mês, e de um ano pra cá eu fiz mais dois furos na orelha (e não que isso faça muita diferença).
Desconhecidos me disseram que iria ficar tudo bem independentemente do que fosse acontecer, e talvez eles estejam certos, é só o medo. Ainda quero sair de mim pra viajar, aprender mais coisas e me construir, não me encontrar. Eu quero me desculpar por todas as músicas que eu ainda escuto com vontade de voltar naquele dia, com a(s) mesma(s) pessoa(s), na mesma hora, porque eu vou ter momentos bons de novo e só preciso me convencer disso;  por não confiar em mim todas as vezes que eu vejo que estou numa bolha e não consigo sair dela. Ah, e por meus pensamentos não serem dos melhores quando eu deito pra dormir, já que meu cérebro parece atado num bloco de concreto que na verdade é o meu travesseiro. Tudo não é mais o mesmo e eu ainda procuro uma razão pra ficar parada (lá), foi mal, eu.

Existem fatos que precisamos aprender:
1- ficar sozinho não é ruim;
2- saber dizer não;
3- ignorância é felicidade;
E percebi isso sozinha nos últimos meses.

Eu agora  — tento — andar do meu jeito.
Tenho quase certeza de que prefiro as quintas-feiras e pretendo furar a orelha de novo.
Quando a gente cresce, dá pra ver que alguns desconhecidos sabem o que falam.

Passar o dia dormindo até aquilo doer menos, tentar fazer sem esperança de dar certo, ser um completo desastre, não querer gritar sobre tudo, sequer falar. Se sentir sozinho é diferente de ficar sozinho. Mas mesmo assim, dou minha palavra no quesito de que todas as vezes que nos sentirmos desse jeito, é um sinal que a gente tá se conhecendo por dentro. Seja lá o que aconteça, você tentou, e meus parabéns, eu fico feliz muito, muito mesmo mas isso não vem ao caso, apenas a sua opinião importa. 
Jure de dedinho a si mesmo que você pode ficar no mesmo lugar até o fim dos tempos se estiver tudo muito bem. Caso não, só se deixe ir embora. Pra você entender melhor essa última parte: em um relacionamento, se um fica infeliz, só resta ao outro deixar essa pessoa ir. Faça isso quantas vezes você puder/quiser. Em todo lugar se lê que é importante não se perder, mas do que adianta se quando tudo acabar ninguém vai ligar? É se perder pra se construir, só não desapareça.




Nota mental: não seja duro com você mesmo.



Playlist de janeiro + 8 coisas: chatices pra evitar em 2018

terça-feira, 9 de janeiro de 2018





ALALAÔoO, perdoem o atraso, por favorzinho!
E aí, rapeize, como foram de Ano Novo?? Me contem tudinho nos comentários! Aproveito pra deixar aqui os meus melhores votos de felicidade, amor, paz, saúde e muitas outras coisinhas boas.

Antes de começar, gostaria de declarar que foram mais de 70.000 views do início do blog até agora, – SoCoRRo – então MUITO obrigada por cada clique, comentário, visitinha e todas as outras interações, não poderia estar mais feliz por ter leitores tão maravilhosos!!!




Hoje eu decidi colocar a playlist do mês antes do post pra vocês darem play enquanto leem (e eu não sei até hoje porque eu nunca tinha pensado nisso, *cuidado com a burra*). Só tem 7 musiquinhas e são todas incríveis, espero que gostem tanto quanto eu, hehe
só aviso de antemão que não tem "vai malandra" e não dá pra botar a bunda no teto, ok? mas eu fiz com carinho, juro de mindinho.









Ano passado, nessa altura do ano eu tinha feito um post muito fofinho falando sobre positividade. Hoje eu me dei conta de que não adianta sermos positivxs sem deixar de lado algumas situações, ou até mesmo pessoas... pra provar isso, bora dar uma conferida!

1- Aquele ex flerte embuste

Desapega, né? O único conselho possível, você não precisa disso!


2- Calor

Isso é sério!!! Hidratem-se e evitem comer bobajada por favor
(essa parte do post é patrocinada pela página do facebook "todo dia um meme educativo diferente").


3- Se estressar com os migxs



4- Ser o estresse dos migxs

Se você reclamar menos e cuidar mais de você fica todo mundo de boa, hehe.


5- Pessoas que te colocam pra baixo

Da série: eu não preciso disso (o retorno) 
Até mesmo porque pra se sentir bonitx e amadx basta você!



6- Criar expectativas

Tem chatice maior que a gente amarrar o burro no lugar errado???


7- Drama

gente, sou eu todinha
8- mimimi

TCHARAN! Foi mal, não é novidade, mas é o básico. Dá aquela fugida, corre pras colinas, mas ninguém tem paciência pra isso em pleno 2018.


Foi isto, moresmigxs, espero que tenham gostado de tudo! Deixa um comentário e aproveitem pra me dar dicas de posts, hihi



 
Design e programa��o: Let�cia Persi | Ilustra��o da header: Akeno Kurokawa Ilustra��es | Todos os direitos reservados - Copyright © 2015 | VOLTAR AO TOPO